0 - R$ 0,00

BLOG

ESCOLHA O VIBRADOR CERTO PARA O SEU PRAZER 01/04/2020 12h00 | BY Anônimo

138

A prática da masturbação já provou ser extremamente saudável e indicada para a saúde das mulheres pois, aproxima a mulher à sexualidade e ao seu corpo, proporcionando que ela possa conheça o que a dá prazer. Cada mulher tem o seu jeito próprio de se dar prazer. E um dos dos grandes aliados nessas horas é o vibrador, o que se torna o seu grande “amigo eletrônico”. Com seus vários modelos, tamanhos, preços e usos variados, é fácil encontrar um que se adapte ao que a mulher precisa. E, para aquelas que querem discrição existem até os modelos batons onde poderá colocar na bolsa sem chamar nenhuma atenção.   Enfim, atualmente existem vibradores para todos os gostos e estilos, e a escolha correta irá fazer toda a diferença na hora de investir em seu prazer. 

Mas, o que você de fato espera ao encontrar um vibrador?

Em sua grande maioria a resposta é o desejo de gozar, mas isso não é o suficiente, pois todos têm o mesmo objetivo, aumentar o prazer sexual. É necessário ser bem mais específica na resposta como por exemplo: “Quero fazer uma surpresa para o meu namorado/marido.”, “Procuro um vibrador prático para toda e qualquer situação.” ou ainda “Nunca consegui gozar e quero experimentar o vibrador!”.

Tenha em mente o que se espera de um vibrador e vá em busca daquele que, de fato vá satisfazer os seus desejos. Mas antes, vamos fazer uma viagem à descoberta deste maravilhoso “Amigo eletrônico”. Como surgiu o vibrador?

Você sabia que o vibrador foi inventado para ser um aparelho utilizado em um tipo de “tratamento de saúde”? Pois é, a ideia inicial era que o vibrador pudesse ser utilizado para combater o desejo sexual das mulheres em um período que a libido feminina era considerada um distúrbio, doença grave. Poucas pessoas sabem, mas o vibrador tinha outra função e inicialmente não era um brinquedo de uso sexual. No início do século 19, muitas mulheres apresentavam sintomas como irritabilidade, insônia, ansiedade, dores de cabeça, choro e falta de apetite, entre outros e eram diagnosticadas com “histeria”.

O tratamento nada mais era do que a masturbação. Com as mãos, o médico estimulava a paciente até que ela atingisse o “paroxismo histérico” ou orgasmo como conhecemos hoje. 

E para auxiliar na cura da “histeria”, foi desenvolvido um aparelho chamado vibrador para agilizar as sessões nos consultórios. O médico americano George Taylor patenteou, em 1869, o primeiro vibrador, a vapor, e o batizou de "The manipulator". 

Embora fosse um aparelho grande e de aparência assustadora, o aparato levava as mulheres ao orgasmo mais rapidamente, permitindo aos médicos descansar as mãos e atender mais pacientes.

No ano de 1880, o médico inglês Joseph Mortimer Granville desenvolveu o vibrador que era movido à manivela. E, somente em 1902, foi lançado o vibrador elétrico, pela empresa americana chamada Hamilton Beach. E foi nessa época que as mulheres puderam ter a oportunidade de comprarem vibradores para usarem em casa.

Portanto, o aparelho só foi deixar de ser um objeto para tratamento da "histeria" em 1952, quando a doença foi abolida pela Associação Americana de Psiquiatria. A partir daí, filmes pornográficos começaram a utilizar o vibrador passando a ser visto como um acessório para promover e estimular o prazer feminino.

Mas somente em 1960 o vibrador foi mais aceito como aparelho dedicado a proporcionar orgasmos femininos. E isso só aconteceu, devido à revolução sexual feminina logo após a descoberta da pílula anticoncepcional. 

Você se cansa usando apenas os dedos para se estimular? 

Ao contrário do que pode-se pensar o uso de vibradores não é difícil, prejudicial ou perigoso. Você precisa apenas encontrar um bom produto. É possível encontrar no vibrador o prazer que para algumas mulheres a penetração não proporciona.

Segue alguns benefícios que você irá encontrar com o seu “amigo eletrônico”:

  • Com a prática da estimulação na região íntima, você irá treinar os seu corpo para ter orgasmos mais intensos;
  • Auxilia a mulher no conhecimento do seu corpo, seu ritmo sexual e a entender onde mais sente prazer;
  • Deseja uma "rapidinha solitária"? Ele será o seu auxílio de forma ágil para relaxar a qualquer momento com a masturbação;
  • E o que vocês acha de explorarem novas sensações juntos? Pode ser usado a dois para variar a vida sexual do casal e até mesmo para explorar novas sensações.

Mas, e então qual o melhor vibrador? 

Atualmente, no mercado, existem inúmeros vibradores de diversos formatos e tamanhos, o que acaba confundindo as mulheres na hora da escolha. 

Pensando nisso, levantamos os três principais modelos mais comercializados no mercado de produtos sexuais:

Não necessitando de penetração são os chamados vibradores de uso clitoriano. Seu uso consiste em no posicionamento no clitóris, de acordo com a parte onde você sente mais prazer, podendo ser usado em movimentos. Geralmente, os vibradores de uso clitorianos possuem formatos divertidos, como de um batom, e modelos com estampas bonitas e cores vivas. 

Neste modelo para uso vaginal, você tem a opção que vai deste a vibradores simples até os com formato de pênis, além de outros modelos, incluindo os que possuem um dispositivo extra para massagear o clitóris durante a penetração. Para a boa escolha de um vibrador de uso vaginal, o ideal é se atentar a um modelo que seja confortável para você e que seja feito em um material para uso interno de forma segura.

Vibradores anais são aparelhos para massagear a região anal e que funcionam de forma similar aos vibradores de penetração, porém seu formato é um pouco mais curto e é designado especialmente para dar prazer à esta parte específica do corpo. Mas, tem outras características que você precisa estar atenta também como é o caso do material do vibrador. Atualmente, grande parte dos produtos que usamos em nosso cotidiano, vem da China e com os nosso amados vibradores não poderia ser diferente. O fato é que, no quesito qualidade os produtos importados da China muitas vez são iguais ao até melhores do que outros importados dos EUA. Os vibradores são produtos eróticos com importação regularizada pela ABEME – Associação Brasileiro do Mercado Erótico.

Mas, de qualquer forma forma é de extrema importância prestar muita atenção no tipo de material que feito o vibrador. Em sua maioria são feitos de um tipo de plástico como PVC, ABS, Jelly, etc.

Podemos fazer a divisão entre os materiais dos vibradores em 2 categorias:

  • Os duros e não flexíveis;
  • Os moles e flexíveis.

Uma dica: fique atenta antes de adquirir o seu vibrador, saiba se você é alérgica ao material do qual ele foi fabricado. É recomendado sempre consultar um médico ginecologista.

A grande dúvida: Qual o tamanho ideal do vibrador? 

Antes de tudo vamos conhecer os tamanhos que são geralmente usados: 

  • Vibradores pequenos são de 4 a 12 cm;
  • Médios são de 13 a 17 cm;
  • Vibradores Grandes são de mais de 18 cm.

Frisamos que esses tamanhos não são oficiais e sim os mais usados. 

E quanto ao diâmetro? 

Referente ao diâmetro ou grossura, vai depender muito do modelo sendo proporcional ao seu tamanho. A grossura do vibrador é um elemento de diferenciação entre os vibradores que tem tamanho igual. Os tamanhos irão variar entre 2,5 cm até 5 cm.

Outra questão a ser levada em consideração é se você é solteira ou irá utilizar juntamente com o seu namorado/marido. O fato é que, muitos homens vêem no vibrador um real concorrente e se o "amigo eletrônico" for maior que o seu pênis, isso pode acabar mexendo com seu ego dele. A saída é e sempre será um bom papo antes de adquirir um vibrador.

E quanto a vibração? 

Podemos classificá-los em Monovelocidade e Multivelocidade. 

Os monovelocidade, funcionam em uma única velocidade vibratória. Os multivelocidade funcionam em diversas velocidades, e até intensidades, vibratórias. Os dois modelos podem ser controlados por botões ou controles manuais. 

Dica extra!

Há vibradores que fazem uma mistura de funcionalidades. Vibradores despertadores, simuladores de sexo oral, vibradores para casais, vibradores de dedo e tantos outros.

Outro fator importante é a textura do vibrador. Você irá encontrar modelos lisos, soft touch e com uma variedade de texturas digamos, inusitada.

Para utilizar no banho? Sim, temos! Utilizar o vibrador tomando banho no chuveiro ou na banheira é extremamente relaxante! Mas atenção: verifique se ele é a prova d’água. Pois grande parte dos modelos são apenas resistente a água e podem ser usados apenas no chuveiro.

A super dica: o vibrador é de uso único e pessoal! Não deve empreste ou compartilhe com absolutamente ninguém, mesmo que seja só para fazer um teste. Para prolongar a vida útil do seu vibrador antes e depois do uso, utilize um produto de limpeza especializado.

O que você precisa se atentar é: qual o modelo e/ou formato irá melhor se adaptar para mim ou para o casal? Vale experimentar alguns modelos até você decidir de fato qual será o seu “amigo eletrônico”. Invista no seu prazer!

Saiba que a nossa loja virtual foi desenvolvida especialmente para você adquirir ótimos materiais e de muita qualidade.